Fechar
Buscar no Site

Júnior de Nenzin continua foragido; dois suspeitos foram presos em Barra do Corda

O secretário de Segurança, Jefferson Portela, informou ao blog agora pouco (21h35) que Júnior de Nenzin continua foragido. Ele teve mandado de prisão expedido pela Justiça por ser o principal suspeito de ter mandado assassinar o pai, o ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa (o Nenzim).

Segundo Portela, na verdade foram detidas duas pessoas com prisões temporárias decretadas: Francisco David Corrêa de Freitas – ajudou a lavar o carro onde o ex-prefeito estava quando foi assassinado (ocultação de provas), a mando de Júnior – e Luzivan Rodrigues da Conceição Nunes, conhecido como Luizão, vaqueiro que trabalha em uma fazenda de Nezin. “Elas estão em Barra do Corda já detidas, a cidade está fechada”, disse.

O secretário de Segurança informou ainda que um dos motivos do crime está relacionado a venda de gados que Júnior de Nenzim teria feito sem o pai saber, isto é, ele estaria furtando gado da fazenda por um longo tempo com o apoio do vaqueiro Luzivan. De 635 cabeças de gado, só restavam 80, segundo informações.

“Eles estavam indo conferir o gado quando no caminho houve o crime”, disse Jefferson Portela. O ex-candidato a prefeito de Barra do Corda teria contraído muitas dívidas na campanha e, pressionado a pagar, estaria vendendo os bens da família sem o conhecimento do pai.

A Polícia continua à procura de Júnior do Nenzin, que teve ciência de que seria preso após a missa de sepultamento do pai e, próximo do término, se evadiu do local despistando a polícia.

Daqui a pouco mais informações.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens