Fechar
Buscar no Site

Haddad nega que vá tratar Ciro como ‘inimigo’ e projeta aliança no 2º turno

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), candidato a vice-presidência na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tratou de colocar, em entrevista à Rádio Jornal nesta quarta-feira (8), colocar panos quentes na relação com o pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) e projetou uma aliança no segundo turno com o pedetista. Diante das últimas declarações duras de Ciro sobre o movimento do PT para isolá-lo na disputa, Haddad negou que vá tratar o adversário como “inimigo”.

“Somos amigos do Ciro, vamos estar junto no segundo turno para vencer o governo do PSDB e do Temer”, disse o petista. “Nós estamos no mesmo lado que é para vencer essas turma que está no poder”, completou.

Fernando Haddad adotou na entrevista um tom mais de presidenciável ao ser questionado sobre o seu potencial de votos em São Paulo, maior colégio eleitoral do País. E voltou a criticar o ex-prefeito João Doria (PSDB), pré-candidato ao governo paulista.

Segundo o petista – que teve sua tentativa de se reeleger no comando da Prefeitura de São Paulo frustada nas eleições de 2016 -, o pleito municipal daquele ano foi recheado de “mentiras” e o cenário mudou, indicando que o PT pode reverter as derrotas mas últimas disputas presidenciais.

“O pessoal aqui na eleição de 2016 mentiu tanto que o candidato que ganhou está com mais de 50% de rejeição na cidade, que é o candidato do PSDB (João Doria). Muita mentira, represaram todas as delações contra o PMDB e o PSDB”, disse o ex-prefeito, que contou com a máquina federal do governo da ex-presidente Dilma Rousseff, além do apoio do do ex-presidente Lula naquela eleição.

“Foi uma eleição muito complicada. Acho que o povo está mais consciente do que está acontecendo”, defendeu.

Relatando o último encontro com o ex-presidente Lula, Haddad disse que a determinação dada pelo líder petista é de “corra o país levando sua mensagem e seu plano de governo”.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Haddad nega que vá tratar Ciro como ‘inimigo’ e projeta aliança no 2º turno”

  1. justiceiro disse:

    ATENÇÃO PETISTAS DO MARANHÃO MOSTREM NO MAPA PARA O HADDAD ONDE É QUE FICA O MARANHÃO.
    SÓ NÓS ANALFABETOS EDUCADOS PELA FAMÍGERADA FAMÍLIA SARNA PARA VOTAR NUM FORASTEIRO QUE SEQUER ACHO QUE NUNCA NEM VEIO AQUI.
    QUE SÃO EXPEDITO NOS LIVRE DELE E DA FAÍLIA SARNEY ( CONHECIDOS COM O CODINOME DE BIGODE E PRINCESA NA PLANILHA DA ODERBRECH) E LOBÃO (ESQUÁLIDO) CODINOME NA PLANILHA DA ODERBRECH.
    QUANDO ME LEMBRO QUE O FC VAI APOIAR ESTA DESGRAÇA ME DÁ COCEIRA NOS OVOS.
    TE AGUARDA FRANCISQUINHO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens