Fechar
Buscar no Site

Flávio Dino deve chamar três deputados para assumirem secretarias

O governador Flávio Dino deve anunciar mudanças pontuais na sua equipe de governo. As alterações devem ocorrer no início de fevereiro. Ao que se sabe, até o momento, estão mantidos os secretários Felipe Camarão (Educação), Diego Galdino (Cultura), Carlos Lula (Saúde) e Clayton Noleto (Infraestrutura).

Entre as poucas mudanças, três deputados estaduais eleitos (ou reeleitos) devem ser chamados por Dino para assumirem uma secretaria. Com isso, assumem três suplentes na Assembleia. Na ordem, são: Edivaldo Holanda (PTC), Ariston (Avante) e Zito Rolim (PDT) na coligação (PDT / PCdoB / PSB / PRB / PR / DEM / PP / PTC / AVANTE). Já na coligação (SOLIDARIEDADE / PATRI) o primeiro suplente é Fábio Braga.

Marcelo Tavares é um dos deputados que foram eleitos e deve continuar na Casa Civil, cedendo assim lugar para Edivaldo Holanda na Assembleia.

Há a possibilidade também de um ou dois deputados federais serem convidados por Flávio a compor o secretariado. Neste caso, os suplentes beneficiados seriam Gastão Vieira e Paulo Marinho Jr.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Flávio Dino deve chamar três deputados para assumirem secretarias”

  1. Bispo Mendes disse:

    Para começo de conversa, a fim de evitar quaisquer dúvidas, eu sou daqueles que votam em Flávio Dino. Já havia passado, há décadas, a hora de mudarmos.
    Porém eu fico meio “encafifado” com essa história de chamar deputado eleito para secretaria. Se era para ser secretário por que candidatou-se? Votamoa num cidadão para a Câmara Federal ou Assembleia e agora, em vez de nos representar lá ele vai para uma secretaria? A mim não agrada a ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens