Fechar
Buscar no Site

“Eu fiz uma campanha com a supremacia do verbo sobre a verba”, declara Márcio Jerry

Terceiro deputado federal mais bem votado no Maranhão nas eleições deste ano, o jornalista e presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, concedeu entrevista ao complexo de comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão. Em programas veiculados no rádio e na TV, Márcio – que também reassumiu a Secretaria de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap) até que seja empossado no cargo eletivo – fez o balanço da campanha e falou das expectativas para o mandato na Câmara Federal e para a segunda gestão do governador Flávio Dino, que se inicia em janeiro de 2019.

Em conversa com a apresentadora Elda Borges e também com a radialista Régina Santos, o parlamentar eleito definiu o mandato de deputado federal como um grande, porém grato desafio. “Estou encarando esse desafio com o sentido de responsabilidade, de que é uma oportunidade que os maranhenses, com a benção de Deus, me deram para ajudar nosso estado e o nosso país, levando para a Câmara Federal uma vida inteira como militante político. Estou muito entusiasmado, contente e com muita vontade de assumir e fazer um mandato que orgulhe todos os maranhenses, não apenas os 134.223 que votaram em mim, mas espero que todo o povo do Maranhão possa ter em meu mandato uma referência da boa política”, pontuou.

Para Márcio Jerry a expressiva votação se deve à sua biografia irretocável e coerente, apresentada aos maranhenses durante a campanha e ao longo dos anos, bem como o importante apoio dos movimentos sociais, sindicais, da militância do PCdoB e dos prefeitos do partido e aliados, que ajudou a eleger no pleito municipal de 2016, e estes foram, segundo ele, o sustentáculo da vitória.

Uma das marcas da campanha vitoriosa levantada por Márcio Jerry foi o diálogo como forma de quebrar um paradigma negativo existente na cena política maranhense que é o uso do poderio econômico. “Eu fiz uma campanha, como disse desde o primeiro momento, com a supremacia do verbo sobre a verba, uma campanha de pouca estrutura, mas de muita articulação, muito diálogo e colocando sempre em avaliação aquilo que foi a minha vida de militante político”, definiu Márcio Jerry.

Ele avaliou que foi este conjunto de fatores, todos muito positivos e virtuosos, que o levaram a poder exercer o primeiro cargo eletivo, depois de grande contribuição com os movimentos sociais, em cargos no Executivo e como professor universitário. “E isso me orgulha muito porque dá a mim a condição de fazer um mandato que seja a extensão da minha militância durante a vida inteira e seja, também, a extensão da campanha eleitoral. Fiz uma campanha bonita, limpa, correta, ética e isso faz com que se projete ium mandato de trabalho limpo, correto e ético”, adiantou.

Gestão Flávio Dino

Márcio, que foi secretário do Governo Flávio Dino por três anos e três meses – tendo se afastado para a campanha de deputado federal e também para coordenar a campanha de reeleição do governador – defende que, a despeito da crise econômica e fragilidade política que o país vive, o Maranhão deverá seguir na contramão do resto do país, independente, por exemplo, dos resultados da eleição para presidente, que se avizinha, no domingo próximo.

“O grande desafio do governador Flávio Dino é continuar fazendo um bom governo na contracorrente da economia brasileira, pois continuamos sob uma forte crise econômica no país e um quadro instabilidade política. Precisamos ver como o país vai se comportar a partir da eleição de domingo, mas em qualquer cenário haveremos de ter um governo desafiador”, assegurou.

O segundo mandato do governador Flávio Dino deverá ser, segundo prospecções de Márcio Jerry, ainda melhor que o primeiro. Ele frisou que “o governador Flávio Dino já demonstrou que, entre tantas qualidades, é uma pessoa corajosa para enfrentar adversidades e vai continuar o governo sintonizado com o nosso povo, investindo fortemente em educação, saúde, infraestrutura urbana e criando condições para que haja um novo ciclo de desenvolvimento, com inclusão social, em todo Maranhão”.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para ““Eu fiz uma campanha com a supremacia do verbo sobre a verba”, declara Márcio Jerry”

  1. Miguelangelo pensador disse:

    Esmiuçando a fala do deputado federal eleito em 2018 Márcio jerry
    Fiquei atento com a fala do deputado como ele colocou o “VERBO e a VERBA”, em contraste direto. Quando ele afirma _Eu fiz uma campanha, como disse desde o primeiro momento, com a supremacia do “verbo sobre a verba”, uma campanha de pouca estrutura, mas de muita articulação, muito diálogo e colocando sempre em avaliação aquilo que foi a minha vida de militante político”… é interessante ressaltar que não ficou claro em que tipo de verbo sua campanha se sustentou. É ironia a afirmação de que a “Verba” não tenha sido o carro chefe da sua eleição , já que “Ele” durante esses tres anos tem sido o homem mais influente do governo . Sua função chave no governo lhe respaldou suficientemente para usar tanto o verbo convencimento quanto a Verba para convencer. Essa ladainha , em Padre Antonio Vieira e nem Antonio Concelheiro engoliam com a mais pura das verdades. Padre Antonio Vieira por sua extremada racionalidade e intelectualidade jamais acreditaria de que o verbo e a verba não estivessem de mão dadas para esse projeto. Antoio concelheiro , logo saberia _por ser conhecido deste adágio popular que diz: A Esmola quando é grande o pobre desconfia. Não contra a eleição deste senhor, mas o que me incomoda é saber que os políticos acreditam que somos uma multidão de de idiotas _ seguidores da grande procissão , que caminha se enrolando como cobra pelo chão. talvez por me considerar indouto na minha avaliação , mas mesmo assim concluir que “Verba” sinaliza a mesma coisa que quantidade,importância, remuneração , em valos atribuídos , dinheiro e outros alores. Na fala do deputado eleito ele faz crer que seu carisma pessoas foi o responsável pelo sucesso de sua campanha vitoriosa. Se esse quisesse que acreditássemos nele , sua honestidade seria fiz minha campanha baseada nos dois pilares:”VERBA E VERBO” . A verba para comprar e o Verbo para justificar…

  2. Fernando disse:

    Um doente, megalomaníaco,peeseguidor, nojento, asqueroso cara de pau desses ainda tem coragem de da uma entrevista dessas, pensa que o povo é besta pra acreditar nessa conversa dele bonita que só cai quem nao conhece.

  3. Cuba disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Sorrindo ate 2100.

  4. Miguel disse:

    Rapaz, é muita cara de pau !!
    Porque nunca se elegeu a nada antes no verbo????
    Conta outra jabuti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens