Fechar
Buscar no Site

Deputado Luiz Henrique Mandetta será ministro da Saúde de Bolsonaro

O deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), escolhido pelo presidente eleito Jair Bolsonaro para ser o próximo ministro da Saúde, disse nesta terça-feira (20) que o acordo que garantiu atuação de profissionais cubanos no Mais Médicos parecia um convênio entre Cuba e o PT.

Mandetta deu a declaração logo após ser anunciado por Bolsonaro para ocupar a pasta. Ele falou com jornalistas no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, onde está funcionando o gabinete de transição do governo.

O governo cubano anunciou na semana passada a retirada de seus profissionais do programa Mais Médicos. Em um comunicado, Cuba citou “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro à presença dos médicos cubanos no Brasil.

“Esse era um dos riscos de se fazer um convênio e terceirizando uma mão de obra tão essencial. Os critérios, à época, me parece que eram muito mais um convênio entre Cuba e o PT, e não entre Cuba e o Brasil, porque não houve uma tratativa bilateral, mas, sim, uma ruptura unilateral”, afirmou o novo ministro.

Cuba começou a enviar médicos para o programa em 2013, quando o governo da então presidente Dilma Rousseff (PT) criou o Mais Médicos. O acordo para o emprego dos profissionais cubanos foi intermediado pela Organização Panamericana de Saúde (Opas). Pelo acordo, o governo cubano recebia o pagamento, ficava com um montante e repassava o resto para os médicos. Mandetta chamou a medida de “improvisação”.

“Era um risco que a gente já alertava no início. Nós precisamos de políticas que sejam sustentáveis. As improvisações em saúde costumam terminar mal e essa não foi diferente das outras”, completou o novo ministro. (G1)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

4 respostas para “Deputado Luiz Henrique Mandetta será ministro da Saúde de Bolsonaro”

  1. Capelobo disse:

    MAIS UM BANDIDO NA QUADRILHA DO BOLSOANAL.

    Alexsandro Loyola
    Luiz Henrique Mandetta, o deputado do DEM que Bolsonaro disse ontem ser cotado para assumir o Ministério da Saúde, é investigado num inquérito de tráfico de influência e de fraude à Lei de Licitações para apurar se a contratação do Consórcio Telemídia & Technology e da empresa Alert Serviços de Licenciamento de Sistemas de Informática para a Saúde, quando Mandetta era secretário de Saúde, ocorreu em troca de favores pessoais relativos à sua campanha de 2010.
    O caso estava no STF, mas desceu para a Justiça Federal no Mato Grosso do Sul em setembro.

  2. Aos poucos, está sendo montada a equipe do novo presidente, eu acho justo que o ministro dá saúde, seja realmente um médico, dá ministério dá saúde, para um elemento que não conhece como funciona a saúde pública é o mesmo que colocar na segurança pública, uma pessoa que não tenha formação e nunca fez curso em segurança pública, até ele colocar ás engrenagens para funcionar, demora muito, se faz necessário, colocar ás pessoas certas nos lugares certo, nas administração passadas, colocavam políticos sem formação para comandar ministérios e cargos sem que ás pessoas fossem formados nas áreas, isso, sempre foi um erro grosseiro, não podemos colocar a maquina para funcionar se não colocarmos ás peças corretamente, cada uma nos seus devidos lugares. O Brasil tem milhões de pessoas capacitadas e preparadas para colocar ás maquinas públicas para funcionar, dentre milhares de coisas ruins, de pessoas má e perversas, existem milhões de brasileiros que querem ajudar a reconstruir o Brasil. Exemplos, os médicos de Cuba, foram trazidos para cuidar dos menos favorecidos sem nenhum critérios técnicos, não fizeram nenhum testes ou provas do revalida, para poderem exercerem ás funções de médicos, para cuidar de vidas, foram todos trazidos de maneiras ilegais, certamente os interesses financeiros falaram mais alto. Será que os políticos e seus familiares , ou alguns parentes dos políticos foram medicados pelos os médicos cubanos? será se fossem os médicos brasileiros que fossem para Cuba, eles iriam aceitar os mesmos trabalharem sem fazer ás provas do revalida? se o Lula fez os filhos dos pobres virar doutor, porquê trazer médicos cubanos? temos que passarmos o nosso Brasil a limpo, não podemos fechar os olhos e baixar ás cabeças e fingir que está tudo dentro dos conformes, que está tudo ás mil maravilhas, só os Ptralhas é que vê e acham isso normal, acha isso maravilhoso, eles estão articulando, estão tramando coisas absurdas, para atrapalhar o NOVO presidente dá república, só que eles não percebem que existem um DEUS poderoso, que tudo vê, que tudo pode, e que tudo sabe, e até ás coisas impossível Deus torna possível. Brasil a cima de tudo e “DEUS “a cima de todos.

  3. Capelobo disse:

    JUMENTOOOOOOO
    JUSTO JUMENTO
    ANALFABETO
    ANALFABETOOOOOOO
    VELHO VIAJO ANALFABETOOOOOOO
    O BOLSOMERDA AINDA NÃO TE FUZILOU?
    O BOLSOMERDA vai FUZILAR TUDO QUE É VIADO.
    Foje VELHO XIBUNGO

  4. José Mendes disse:

    A máfia do Jaleco Branco AGRADECE.
    Um dos mais contentes e Juscelino Filho, detentor de 30% dos contratos com a “saúde pública maranhense”.
    Esse Sr. Esta respondendo uns dez inquéritos, todos àqueles médicos, que se loclupetam com a SAÚDE PÚBLICA pelo Brasil Afora estão soltando foguetes.
    De uma coisa tenho certeza, muitos MÉDICOS MARIANOS ainda vão ser “SUICIDADOS” pelo Brasil afora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens