Fechar
Buscar no Site

Contas do setor público têm rombo de R$ 108,3 bilhões em 2018

O Brasil ficou no vermelho em R$ 108,3 bilhões em 2018. Apesar de as contas da União, estados, municípios e empresas estatais apresentarem déficit, esse foi o melhor resultado desde 2014. O principal fator foi o rombo da Previdência Social, que chegou a R$ 195,2 bilhões no ano passado: o pior já registrado. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Banco Central.

Empresas estatais e os governos regionais apresentaram superávit. No entanto, as contas de estados e municípios disfarçam a situação crítica. É que o Banco Central não analisa os gastos desses entes, mas o comportamento da dívida. Como muitos governos regionais não tem mais capacidade de se endividar, aparece um resultado positivo de R$ 3,5 bilhões.

O ano de 2018 foi de redução de pagamento de juros por causa da queda da taxa básica. O Brasil pagou R$ 379,2 bilhões: o menor valor dos últimos quatro anos. Como o país não conseguiu poupar nada e gastou muito mais do que arrecadou por causa do rombo na Previdência Social, teve de se endividar mais.

No ano, a dívida bruta saltou de 4,85 trilhões para R$ 5,27 trilhões. Isso representa 76,7% de tudo o que o Brasil produz em um ano, o chamado Produto Interno Bruto (PIB). A dívida bruta teve até uma pequena redução no fim do ano. Em novembro, estava em R$ 5,27 trilhões por causa de operações que o BC faz no mercado financeiro. O Globo

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens