Fechar
Buscar no Site

Congresso reage à Lava Jato com série de propostas para blindar políticos

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Congresso reage à Lava Jato com série de propostas para blindar políticos”

  1. antonio muniz disse:

    O que é Plano Zamora do Presidente da Venezuela? E Brasil 247
    O Plano Zamora, é a convocação das forças armadas da Venezuela para reprimir opositores do presidente , e mantê-lo no poder.Eu acredito que o Portal Brasil 247 não tem correspondente na Venezuela, porque se tivesse tinha denunciado os graves atentados ao “Estado Democrático de Direito” ao violar os direitos fundamentais do povo daquele País. Desde que houve usurpação de direitos na Venezuela, o povo tem sido massacrado e os meios de comunicação aqui no Brasil tem colocado a sua língua num saco de fezes, simplesmente porque aquele ditador de meia tigela tem a mesma ideologia dos seus apoiadores aqui no Brasil. Para essa gente, é muito mais fácil esconder a língua no “F o Fo” do dizer que ali se comete os mais escabrosos abusos contra os direito humanos. A famigerada República Bolivariana da Venezuela, tem sentido apenas para aquele intelectualóides , desprovidos de qualquer senso de humanismo, e que o que de fato lhes interessa, é a ideologia fracassada que essa gente defende. Enquanto aqui essa hienas esbravejam sobre a defenestração de Dilma Rousseff, acusando o Congresso e seus apoiadores de golpe, esse mesmo portal , nunca se reportou a nenhuma das pessoas quer na Venezuela, quer em Cuba ou na Coreia do Norte , quando o assunto é a violação dos direito fundamentais desses cidadão, incluindo o direito a vida que em muitos casos a perdem com são os inúmeros casos de morte em confronto com os camicases (soldados e guardas milicianos) usados contra o povo. Mas, o que vem ser o “Plano Zamora” e quais suas finalidades? A desculpa é que o descontentamento popular em razão da quebradeira econômica em que se encontra a Nação os constantes ataques e prisão arbitrárias contra opositores do Chavismo, e consequentemente a convocação de eleições livres…Maduro sabe que os seus dias estão contados, e que só se manterá por mais alguns dias se puder contar com os membros das Forças Amadas , e convocação de “Greves e Manifestações” acelerarão sua saída do Palácio de Miraflores sede da Presidência da Venezuela,na capital Caracas… A ideia do golpe que hoje foi apresentada, é mais uma tentativa desse governo ilegítimo de permanecer no poder, por isso o “Plano Zamora” apresentado pela Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) para manter a ordem interna contra as supostas ameaças de golpe de Estado…Segundo ele “convocado pela américa do Norte. A diferença fundamental nos eventos daqui e de lá, é que se cumpriu todas as etapas para que a Presidente Dilma fosse afastada…A diferença é que aqui os trâmites se dão via congresso Nacional e via judiciário, lá se convoca as forças de segurança para reprimir os cidadão. Aqui , o judiciário indicia , processa e prende pessoas com indicio de crimes, aqui se faz condução coercitiva de infratores da Lei, mesmo que esse alguém seja luís Inácio Lula da Silva…Aqui a circulação de informação é livre s sem censura, porque se não fosse assim esse site Brasil 247, não estaria ai para (atirar) divulgar coco e “Cocôs” contra as mais altas autoridades deste país , desde o executivo ao judiciário…Portanto senhores do Portal 247, se os senhores forem mesmo amantes da liberdade, envie repórter para a “Nação Venezuelana” e conte aos brasileiro o que está acontecendo, do contrário os senhores serão apenas hienas sedentas de despojos de suas vítimas.

  2. jonas vaquer disse:

    POIS É. NEM PRECISAVA O CONGRESSO REAGIR. A PRÓPRIA LAVA JATO E O MINISTÉRIO PÚBLICO SE INCUMBEM DE PROTEGER OS ROUBOS DEPOSITADOS EM BANCOS NO EXTERIOR. ATÉ HOJE NÃO PEDIRAM DE VOLTA PARA OS COFRES PÚBLICOS A FORTUNA ROUBADA PELO CARANGUEJO EDUARDO CUNHA.
    NA VERDADE EDUARDO CUNHA ESTÁ NA CADEIA TEMPORARIAMENTE, ESTÁ SENDO PROTEGIDO, E PASSA PARA A SOCIEDADE UMA FALSA PUNIÇÃO. LOGO QUANDO AS COISAS AMAINAREM SAI PARA GASTAR O QUE ROUBOU. CUNHA ACEITOU O ACORDO DO SACRIFICIO DESDE QUE NÃO NÃO MEXAM NA SUA GRANA ROUBADA E DEPOSITADA NA SUIÇA. O GOLPE TEM ACORDOS MAIS CANALHA DO QUE SE PENSAVA.
    MPF PEDE PRISÃO PARA MULHER DE EDUARDO CUNHA, QUE PODE DELATAR.
    Os procuradores que atuam na Operação Lava Jato pediram que o juiz federal Sérgio Moro condene a jornalista Claudia Cruz, esposa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por lavagem de dinheiro e crimes contra o sistema financeiro. Moro deverá anunciar a sentença no processo em que ela responde, juntamente com o ex-presidente da Petrobras Jorge Zelada, nas próximas semanas.

    A condenação de Claudia Cruz foi baseada no não declarado em contas no exterior. Ela afirma que jamais teve conhecimento das movimentações de recursos ilegais feitas por Cunha. “É claro que Cláudia Cruz, pessoa bem esclarecida, sempre teve conhecimento de que o salário de Eduardo Cunha, como servidor público, jamais seria capaz de manter o elevado padrão de vida por eles mantido”, dizem os procuradores na petição.

    “Cláudia Cruz não foi simples usuária dos valores, mas coautora de Eduardo Cunha em lavar os ativos mediante manutenção de conta oculta com os valores espúrios, cuja abertura foi assinada por ela, bem como por converter os ativos criminosos em bens e serviços de altíssimo padrão”, completam.

    Além da pena de prisão em regime fechado, os procuradores também pedem uma multa mínima para reparar os danos causados ao erário público no valor de R$ 7 milhões. Para os demais réus, réus Jorge Zelada, João Henriques e Idalécio Oliveira a multa estabelecida pelo MPF foi de R$ 240 milhões.

  3. jonas vaquer disse:

    TANTO ROUBO, TANTA DELAÇÃO E AS CADEIAS SEGUEM VAZIAS…CALMON: OS SERGIOS MOROS SURGEM DE MENTIRINHA. A ministra aposentada do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon disse em entrevista à rádio Metrópole, de Salvador, que “existe uma forte hipocrisia no meio político e na sociedade” ao comentar os esquemas de corrupção como o da Odebrecht, que segundo ela, tiveram aval de “parte do Poder Judiciário”; “Os ‘Sérgios Moros’ da vida surgem de mentirinha. […] As empresas foram sendo compradas pela Odebrecht, e isso foi passando pelo Judiciário de uma forma incólume, sem ninguém ter visto. Será que nada disso passou pelo Judiciário, ninguém foi capaz de barrar uma licitação? Baseada nisso, digo que o Judiciário teve uma participação. Muita coisa virá à tona, porque quase tudo passou pelo Judiciário”, afirmou a jurista baiana.
    Ex-corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a ministra aposentada do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Eliana Calmon disse em entrevista à rádio Metrópole que “existe uma forte hipocrisia no meio político e na sociedade”, ao comentar que os esquemas de corrupção como o da Odebrecht tiveram aval de “parte do Poder Judiciário”.

    “Os ‘Sérgios Moros’ da vida surgem de mentirinha. […] As empresas foram sendo compardas pela Odebrecht, e isso foi passando pelo Judiciário de uma forma incólume, sem ninguém ter visto. Será que nada disso passou pelo Judiciário, ninguém foi capaz de barrar uma licitação? Baseada nisso, digo que o Judiciário teve uma participação. Depois da Constituição de 1988, não se pode fazer nada sem o aval do Judiciário. Muita coisa virá à tona, porque quase tudo passou pelo Judiciário. Nesse momento, não estamos questionando partidos políticos, porque todos fizeram aquilo que não poderia ser feito”, afirmou a jurista baiana.

    Candidata derrotada ao Senado nas eleições de 2016, Calmon afirma que “é praticamente fazer campanha sem corrupção” no Brasil.

    “Os fatos não surpreenderam ninguém, principalmente eu que estive na política. Compreendi que pelas regras do jogo é impossível fazer política sem corrupção. As campanhas são milionárias e o mercado já está viciado. As empresas financiavam as campanhas. […] Tanto é que quase todo político é rico”, afirmou a ministra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens