Fechar
Buscar no Site

Caso Jucá-Renan-Sarney prova que Janot é um fanfarrão: ele inventou a “denúncia preventiva”

Ah, deixem-me ver qual escândalo, entre os fabricados pela Força Tarefa, consegue mobilizar mais os nossos ódios, ainda que depois não venham as provas. Ah, que tal a conclusão do inquérito do quadrilhão do PMDB? Olhem, querem implicar o presidente Michel Temer naquele rolo. Quem está surpreso? Ou, então, vamos nos indignar com a denúncia de Rodrigo Janot — contra Temer,  é claro! —, feita com base nas acusações de Lúcio Funaro… O bandido diz que nunca falou com o presidente, mas que Eduardo Cunha fazia acusações contra o chefe do Executivo… E assim seguimos.

Janot, ainda procurador-geral da República, é um fanfarrão como nunca houve na história da República. Lembram-se de quando ele pediu nada menos do que a prisão dos senadores Romero Jucá (PMDb-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e do ex-presidente José Sarney? Qual a acusação? Bem, gravados por Sérgio Machado, o primeiro “Joesley Batista” da carreira de Marcelo Miller, o trio era acusado de ter tentado obstruir a Lava Jato.

E o que havia de concreto contra eles? Resposta: nada! Janot apenas interpretava conversas. Numa delas, Machado diz que é preciso fazer alguma coisa sobre a crise política. E Jucá dá uma resposta genérica: “É preciso estancar essa sangria”.

Muito bem! Isso custou o cargo a Jucá, então ministro do Planejamento.  Bem, afirmei aqui à época que não havia como ele ficar — a questão era política —, mas que a fala, em si, não trazia crime nenhum.

Pois bem: a Polícia Federal investigou. Não encontrou sinal de que os três tenham tentando obstruir investigação nenhuma. E o próprio Janot pediu ao ministro Edson Fachin que o caso seja simplesmente arquivado.

A explicação do procurador-geral ao pedir o arquivamento é realmente insólita. Prestem atenção:
“A vinda à tona da gravação e dos depoimentos de Sérgio Machado revelou publicamente toda a estratégia então planejada. Em decorrência dele, sabe-se que os eventuais projetos de lei apresentados por vezes sob a roupagem de aperfeiçoamento da legislação terão verdadeiramente por fim interromper as investigações de atos praticados por organização criminosa. Certamente, se năo fosse a revelação, os investigados tentariam levar adiante seu plano”.

É um absurdo completo!

Janot, que já usa a prisão preventiva como lhe dá na telha, agora inventou a denúncia preventiva. Consiste no seguinte: acuse alguém de um crime que a pessoa ainda não cometeu porque, assim, assustada pela acusação, ela deixará de cometê-lo, entendem?

Isso dá conta da loucura que tomou conta da Procuradoria-Geral da República nestes dias. Quando, à época, afirmei que se tratava de uma acusação sem fundamento, tomei pancada de todo lado. E, no entanto, a coisa está aí.

E o que é mais fabuloso nisso tudo? Essa acusação compunha, vamos dizer assim, a menina dos olhos da “delação premiada” de Sérgio Machado. Como se nota, a dita-cuja não se comprovou. Ao contrário: feita a investigação, aquilo que o mais premiado dos delatores, depois de Joesley, denunciou simplesmente não havia acontecido nem aconteceu depois.

Mais: se fizesse sentido o que diz Janot, então ele teria celebrado com Sérgio Machado um acordo de delação premiada sobre crimes que poderiam vir a acontecer. Estamos diante de um caso flagrante de falta de vergonha na cara mesmo.

Eis um caso em que fica patente, sim, senhores!, o abuso de autoridade. E só por isso Janot não quer mudar a lei que pune tais abusos, que é velha, de 1965.

Eis aí, meus caros! Nem o terror francês inventou a acusação falsa como remédio preventivo para o cometimento de crimes.

A coisa mais próxima de que se tem notícia são os Processos de Moscou, a série de ações judiciais movidos pelo Estado Soviético, sob o comando de Stálin, entre 1936 e 1938. Os acusados tinham duas alternativas: admitir a conspiração e morrer; não admitir e… morrer. O Brasil ainda é uma democracia, e o nosso Stálin que visita espeluncas e se esgueira atrás de caixas de cerveja vai encontrando o seu ocaso.

Janot foi o pior flagelo que sofreu o Estado de Direito no país desde a redemocratização. (Por Reinaldo Azevedo)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

8 respostas para “Caso Jucá-Renan-Sarney prova que Janot é um fanfarrão: ele inventou a “denúncia preventiva””

  1. Romilson disse:

    Concordo com genero, numero e grau com Reinaldo Azevedo, esse “Janota” e um louco.

  2. Benigno Dias disse:

    Ao juízo da mais ingênuas das criaturas, Gilmar Mendes perpassa à sociedade um dissabor de quem perdeu uma grande aposta: “Os meus heróis morreram de overdose, meus inimigos estão no poder; ideologia, eu quero uma pra viver……” Do saudoso, CAZUZA.
    Nesta nação corrompida, niguém mais se atreve a sacralizar uma pessoa e/ou uma instituição. O banditismo nacional se faz presente em todos os segmentos: sem questionar se a síntese representativa respeita as devidas proporções homiziadas na população! fráGIL MAR, das Bahamas, seco pelo furacão irma!

  3. Mandioca disse:

    Pois é, foi esse fanfarão que “inocentou” flávio dino das gravíssimas denuncias fartamente comprovadas de corrupções múltiplas no recebimento de PROPINAS da Odebrecht. Janot, um bandido assumido, encaminhou processo ao STJ IMPLORANDO o arquivamento do mesmo, já que se examinado com um mínimo de rigor, fatalmente levaria o irmão do procurador Nicolao Dino parra Pedinhas.

  4. SIDÔNIO disse:

    O JANOT FEZ UM CORAJOSO TRABALHO ELE E A PGR—–ENFRENTOU UMA MÁFIA—VÁRIAS MÁFIAS**** NUNCA DANTES INCOMODADAS NO QUARTEL DE ABRANCHES-***—IMAGINA COM OS NOMES DOS ILUSTRES RATÕES ACIMA , QUE TODOS NÓS JÁ NASCEMOS SABENDO QUE SÃO RATÕES……AGORA CULPAR O JANOT……….????? burrice tem limite—-SE O JANOT ESTIVESSE FEITO O QUE ELE FEZ COM ESSES ILUSTRES RATÕES ,,,,, SE O JANOT ESTIVESSE FEITO COM MADRE TEREZA DE CALCUTÁ……COM A IRMÃ DULCE AÍ EU IRIA CONCORDAR QUE O JANOT PASSOU TODOS OS LIMITES——MAS COM ESSES NOTÓRIOS, ORDINÁRIOS, NOJENTOS LADRÕES DE DINHEIRO PÚBLICO ……??????faça- me o favor..O JANOT CORREU RISCO DE VIDA ….ENFRENTAR MÁFIA , SEJA AQUI NO BRASIL OU NA SICÍLIA….É RISCO DE VIDA..(ainda bem que o JANOT não pega carona em teco teco nem em bimotor senão …….???????))))..O JANOT E A PGR …..mostrou para todos que assistem tv ou ler jornais QUEM É TEMER NA CALADA DA NOITE—????—–QUEM É AÉCIO ….????….um bandido ……denunciou o QUADRILHÃO DO PT—-DO PMDB—-PP—-TEMER—-MALA DE DINHEIRO DO LOURES CORRENDO …..olhando para os lados—-PARA QUEM ERA A MALA COM 500 MIL ……PARA QUEM …..????? para o LOURES ??????? (certamente))) O JANOT FOI CORAJOSO JUNTO COM O IMENSO TRABALHO DA PGR —– agora detonar quem está mostrando para nós, ESCANCARADAMENTE A CORRUPÇÃO EM TUDO ,,,,,,é muita INOCÊNCIA —INOCÊNCIA —-ou ignorância, ou má fé ??????????????????????????????????????????????????????????? ??????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  5. MIGUEL disse:

    O QUE MAIS PODE SER ACRESCENTADO AO COMENTÁRIO -SIDÔNIO—-????? FALOU A VERDADE , SIMPLESMENTE A VERDADE—-AGRADEÇO A PGR E AO JANOT TER MOSTRADO OS LADRÕES PODRES QUE GOVERNAM E COMANDAM ESTE PAÍS E A NÓS TAMBÉM.

  6. daniel disse:

    Reinaldo Azevedo não possui moral alguma para falar de quem quer que seja. Trata-se de um jornalista extremamente parcial e sem um pingo de confiança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens