Fechar
Buscar no Site

Caminhoneiros reclamam de condições de estradas no Maranhão

Da Agência EBC – Caminhoneiros que utilizam as rodovias no Maranhão reclamam da péssima situação das estradas e da piora das vias com o período chuvoso.

O sul do estado, apontado pelos profissionais como a região com os trechos mais críticos, é cercado por fazendas de soja e milho e as estradas são as vias de escoamento da produção.

O caminhoneiro Flávio Azevedo reclama da falta de manutenção e da qualidade dos produtos utilizados na hora de recuperar os trechos danificados. Segundo Azevedo, os prejuízos são altos.

A situação já teria sido repassada para os órgãos responsáveis, como o Dnit – o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, mas sem solução, como aponta o presidente do Sindicato dos Taxistas e Caminhoneiros do Maranhão, Renato Medeiros.

Mas a situação poderia estar pior. De acordo com o produtor e presidente do Sindicato Rural de Balsas, Jorge Salibi, o governo do estado disponibilizou uma série de maquinários para a manutenção das vias. Para ele, a situação já deveria ter sido resolvida há muito tempo, no caso da BR 324, por exemplo.

O Dnit informou que a BR 324 ainda não foi construída. Ela consta no Plano Nacional de Viação apenas como planejada. Quando for construída vai ligar as cidades de Balsas a Ribeiro Gonçalves, na divisa com o Estado do Piauí, com uma extensão total prevista de 107km.

Atualmente, a ligação entre essas cidades é feita pela rodovia estadual MA 378, que foi apenas implantada e é de responsabilidade do governo estadual. A BR 324 será uma rodovia coincidente, absorvendo o mesmo traçado da rodovia estadual.

Até o fechamento dessa edição, a Secretaria de Infraestrutura do Maranhão não respondeu aos pedidos de informação.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Caminhoneiros reclamam de condições de estradas no Maranhão”

  1. Mandioca disse:

    As estradas estaduais no interior da Ilha de São Luis estão imprestáveis.
    Imaginem as estradas estaduais do interior.
    Fica a pergunta: Qual a barra de sabão que esse mequetrefe travestido de governador cravou um prego?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens