Fechar
Buscar no Site

Bolsonaro recua e indica que Agricultura e Meio Ambiente ficarão separados

Em coletiva a emissoras católicas, o presidente eleito Jair Bolsonaro, do PSL, disse que a fusão dos ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura, “pelo que parece, será modificada”.

“Pelo que tudo indica, serão dois ministérios distintos”, declarou. “Pretendemos proteger o meio ambiente sim, mas não criar dificuldades para o nosso progresso”, afirmou, dizendo que a concessão de licenças ambientais pode levar “dez anos ou mais”.

Bolsonaro disse ainda que, se mantiver Ministério do Meio Ambiente, a pasta será comandada por “alguém voltado para a área, sem ser xiita”. A expressão é a mesma usada por ele na semana passada, quando em transmissão ao vivo para redes sociais havia dito que poderia desistir da fusão do órgão com a Agricultura.

Para o presidente eleito, o País é o que “mais protege” o meio ambiente. “O que a gente defende é que não criar dificuldade para o nosso progresso”, comentou.

Na quarta-feira, 31, o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, havia sinalizado que a fusão não estava certa. “O presidente ainda não bateu o martelo”, afirmou Onyx. O anúncio da fusão causou protestos na Frente Parlamentar da Agricultura, a chamada bancada ruralista, que vê a ideia com desconfiança. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, criticou a decisão, avaliando que ela trará prejuízos ao agronegócio, muito cobrado pelos países da Europa pela preservação ambiental.

Especialistas da área ambiental afirmam que a fusão é ruim para ambas as pastas, com risco de perdas irreparáveis para a conservação e uso sustentável do patrimônio natural do País. (Estadão)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

2 respostas para “Bolsonaro recua e indica que Agricultura e Meio Ambiente ficarão separados”

  1. O JUSTO e os sonhos deles é voltar a colocar ás mãos nas chaves dos cofres público disse:

    O Brasil não tem nada haver com que os europeus dizem ou não do Brasil, eles tem que dá palpites é lá no pais deles, aqui quem manda é os brasileiros, nenhum brasileiro dará pitacos lá, portanto, que eles cuide dos que eles destruíram ao longo dos tempos, e não queiram se intrometer mesmo pq somos um país independente. Sempre vai ter os alienados dos contras, o que mais importa é o Brasil e os brasileiros caminhar de mãos dadas, vamos passar o nosso Brasil a limpo, prender todos os ladrões que roubaram os bilhões público, obrigar eles devolverem todos os bilhões surrupiados, e encarcerar todos eles na papuda que já está novinha só esperando ladrões e corruptos de dinheiro público, é lá que todos vão pagar pelos os crimes cometidos. O cleptoclã não foi convidado para algum ministério? desta vez ele e os filhos vão ficar só nas vontades, ele só poderia dá os conselhos para os trambiqueiros , em 2019 nenhum cargo lhe será dado, nem terá mais chances de indicar ninguém para cargos nas esferas federais, é só desta forma que iremos se livrar destes tranqueiras , o POVO decidiu e escolheu um novo presidente dá república que não carece de conselhos e que não tem rabo preso com políticos mequetrefes. Se o no9vo presidente dá república, não roubar e não deixarem roubar, já está dado os primeiros passos para que o nosso Brasil seja respeitado mundialmente. Brasil a cima de tudo, DEUS, a cima de todos.

  2. Capelobo disse:

    O JUSTO JUMENTO, ANALFABETO DE PAI E MÃE, tá preocupado, tão indo buscar um DRONE em Israel que LOCALIZA e FUZILA os VIADOS.
    O JUSTO JUMENTO vai se esconder numa toca, mas um dia ele bota as fuças de fora e o BOLSOANAL pega ele.
    Agora a pouco, a Record mostrou quando o BOLSOANAL RECUOU, recuou e encontrou a ESPADA “protetora” daquele negão que não sai de trás dele.
    E o PPP (PERSONAGEM PEDERASTA PASSIVO) ?
    Ainda não deu as caras ( ou seria o fiofó ?)?
    Deve estar dando o rabo por aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens