Fechar
Buscar no Site

Bolsonaro quer PR sem aliança com o PT nos estados

Daniela Lima – Painel, FSP

A jogada que pode mudar as chances de Jair Bolsonaro (PSL) na eleição só depende agora de ajustes restritos aos planos regionais do PR. A cúpula do partido de Valdemar Costa Neto diz que é real a chance de uma aliança fiada na indicação de Magno Malta (PR-ES) à vice do deputado, mas explica que quer replicar a coligação em estados onde o PSL tem puxadores de voto, como SP e RJ. O presidenciável, por sua vez, exige que antes de fechar com ele o PR se afaste do PT nas disputas locais.

Um integrante do PR diz que a proposta de Bolsonaro obrigaria a sigla a revogar acordos com petistas da BA e de MG, por exemplo.

O apoio ao capitão reformado do Exército ainda não é unanimidade, mas Valdemar Costa Neto, que é quem comanda a legenda, estaria praticamente convencido de que esta seria a melhor aposta.

O PR tem identificação com o PT, mas Valdemar, dizem aliados, só confia em Lula para fechar um acordo.

A adesão do PR ajudaria Bolsonaro especialmente em dois pontos: com tempo de propaganda na TV e com a sinalização de que não seria impossível montar uma base de apoio no Congresso.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

3 respostas para “Bolsonaro quer PR sem aliança com o PT nos estados”

  1. Francisco Miranda de Sampaio disse:

    Esse Cristo dos evangélicos é um Cristo muito dominado pelo dinheiro, o PR por ser um partido, predominantemente, dominado pelos evangélicos deveria primar pela justiça social, e nunca se aproximar dessa extrema direita, liderada por um bicho bruto como esse tal de Bolsonaro, que é de extrema direita e ainda é capachos dos norte-americanos, tal e qual um Castello Branco, que entregou milhares de soldados brasileiros para invadir a República Dominicana, em 1965, sob o comando dos generais norte-americanos. O Bolsonaro é um retrocesso aos anos da ditadura, veja só, ele quer aumentar os Ministros do STF para 21, somente para ele ter o direito de indicar 10 novos ministros, claro que ele irá indicar todos da extrema direita, eu se um dia mandar o Brasil, aumentaria o STF para 33 ou 44 ministros, mas todos eleitos pelo voto popular e todos eles sem nenhuma ligação com partidos políticos, nem com políticos!

  2. Silveste disse:

    Francisco, você é do time que logo enxergará Lula como passarinho vermelho,tal qual Chaves é visto por Maduro na Venezuela arrasada.É bom JAIR acostumando,esse brasileiro honesto e destemido será o nosso futuro presidente da república pra consertar o Maranhão e o resto do Brasil.

  3. Silveste disse:

    Mudar de 11 para 21 os ministros da Suprema Corte,hoje contaminado pela ideologia bolivariana,é uma sugestão dele frente ao futuro congresso.Agora,se eleito for,poderá indicar dois ministros daquela corte,são eles Celso de Melo e Marco Aurélio,com estas indicações,logicamente,serão os juízes Bretas e Moro, o Brasil decente e verde e amarelo poderá respirar aliviado.Essa é a verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens