Fechar
Buscar no Site

GESTÃO | Justiça Estadual lança Central de Análise de Desempenho para acompanhar resultados do 1º Grau

A Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA) inaugurou, na sexta-feira (8/3), a Central de Análise de Desempenho, lançando oficialmente a versão 2.0 do sistema Termojúris, que permite a visualização e acompanhamento online de informações sob o aspecto quantitativo de todo o acervo processual das comarcas do Maranhão. O lançamento da Central de Análise de Desempenho teve a participação dos membros da Mesa Diretora do TJMA, desembargadores Joaquim Figueiredo (presidente), Lourival Serejo (vice-presidente) e Marcelo Carvalho Silva (corregedor-geral), dos membros do TJMA, desembargadores José Luiz Almeida (coordenador do Núcleo de Conciliação), Ângela Salazar (coordenadora da CEMULHER), João Santana, José Bernardo Rodrigues e José Jorge Figueiredo (vice-diretor da ESMAM); do defensor público geral do Estado, Alberto Pessoa Bastos; da diretora do Fórum de São Luís, juíza Diva Maria de Barros; do diretor da CGJ-MA, juiz Marcelo Moreira; da diretora Judiciária, Denise Batista; e dos diretores de Informática do TJ e da CGJ, Paulo Rocha e Danielle Mesquita.

A juíza auxiliar da CGJ-MA Kariny Reis (Planejamento Estratégico) apresentou a estrutura da Central de Análise de Desempenho, composta por seis monitores e outros equipamentos de informática que permitirão a análise detalhada dos dados mais relevantes das unidades. “A nova versão auxiliará no diagnóstico e na tomada de decisão pelo gestor da unidade, pois possibilita uma análise detalhada e fornece elementos para que possam ser traçadas estratégias, a partir do acompanhamento de desempenho de magistrados e servidores”, informou.

Na ocasião, o corregedor geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho, ressaltou que as novas funcionalidades do sistema Termojúris foram desenvolvidas dando continuidade a um importante projeto iniciado na gestão da desembargadora Anildes Cruz à frente da CGJ-MA (biênio 2016/2017), coordenado pelo juiz Gladiston Cutrim. “A Desembargadora Anildes deu uma grande contribuição, investindo nessa ferramenta que agora ganha novas funcionalidades. Agradecemos o apoio da Presidência e o empenho da equipe de servidores que participam deste projeto”, observou.

O presidente do TJ, desembargador Joaquim Figueiredo, avaliou que a medida representa uma importante ferramenta para o Poder Judiciário, possibilitando o acompanhamento integral da prestação jurisdicional e contribuindo na busca por melhorias. “É uma medida que fortalece a atuação do Poder Judiciário perante a sociedade’, avaliou.

O vice-presidente do TJ, desembargador Lourival Serejo, avaliou que a ferramenta eleva o padrão tecnológico do Judiciário maranhense perante outros estados e países. “É uma iniciativa que vai ao encontro da priorização do investimento em tecnologia da informação, que hoje é discutida internacionalmente”, ressaltou.

NOVAS FUNÇÕES – As novas funcionalidades do sistema foram implementadas pela Diretoria de Informática, a partir dos estudos feitos por uma comissão formada pela juíza Kariny Reis e pelos servidores Maycon Wendel Silva, Danielle Mendes Mesquita, Eduardo Ferro Freire, Ivis Ribeiro Silva e Hayla Castelo Branco.

A nova versão do Termojuris acrescentou relatórios que compilam dados dos sistemas de acompanhamento processual e de pessoal do Judiciário (PJe, Themis, Projudi, VEP, Mentorh), apresentando a evolução do acervo das unidades nos últimos 10 anos, bem como a produtividade de magistrados e servidores. Foram incluídos novos filtros de dados (período, tipo de informação), novas planilhas de exportação, novas variáveis em planilhas existentes, e melhoria nos layouts das telas. No painel Taxa de Congestionamento, foi criada uma extensão da linha temporal de mais dois anos no gráfico de barras de processos distribuídos, julgados e baixados; e de mais seis anos na linha temporal das taxas de congestionamento. Na versão anterior era possível visualizar os dados dos últimos três anos.

A partir de agora, a CGJ, juízes e servidores autorizados terão acesso a planilhas e gráficos que detalham o acervo total, o acervo não julgado e taxa de congestionamento, contendo diversas informações (sistema, número do processo, data de abertura, comarca, unidade, competência, classe CNJ, status do processo), dentre outros. Também será inaugurada uma versão específica para os secretários judiciais, reunindo dados de interesse desses servidores no acompanhamento do serviço de secretaria.

Foi criado ainda um filtro para identificação dos processos conclusos há menos 100 dias, e todos os processos conclusos. Na versão anterior era possível a extração de processos há mais de cem dias. “Uma nova gama de recursos está disponível nesta plataforma 2.0, como mais dados sobre a situação do processo (processos remetidos e processos suspensos e processos aguardando movimentação); aguardando movimentação há menos 100 dias, e todos os processos que aguardam movimentação, complementando a informação que já era disponibilizada na versão inicial”, informou a magistrada.

Melhorias nos painéis indicadores Meta Nacional; Homologação de Acordo; Audiências e Sessões do júri; Produtividade Magistrado, e criação de novos paineis, como o do Diagnóstico de Unidade Judicial – DUJ, são outras novidades elencadas pela Corregedoria.

O DUJ é a ferramenta que permite a análise compilada de dados dos últimos anos, estruturado no ano de 2018 pelo Planejamento Estratégico da Corregedoria, para auxiliar o juiz na gestão da unidade judicial. A ferramenta foi automatizada e agora está disponível para todas unidades.

Foi criada também, uma versão do Termojúris que será restrita à CGJ. Nela, a mesa diretora do TJ terá uma ampla visualização dos dados das unidades judiciais, de forma agrupada ou individual, com alertas visuais gráficos que auxiliarão o corregedor nas funções de apoio, acompanhamento e fiscalização dos serviços judiciais do 1º Grau.

Fonte: e-mail

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens