Fechar
Buscar no Site

Juízes esclarecem dúvidas da comunidade no quadro “Fala Aí, Juiz”

Com o objetivo de aproximar a comunidade dos serviços prestados pela Justiça, juízes maranhenses responderão dúvidas de cidadãos através do quadro “Fala Aí, Juiz”, um projeto da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA), que também será veiculado no “Justiça Cidadã”, programa do Poder Judiciário que estreia no mês de abril na TV Assembleia.

Em referência ao Dia Internacional da Mulher (8 de março), a primeira edição traz a juíza da 2ª Vara da Mulher, Lúcia Helena Barros Heluy, que esclarece dúvidas comuns das pessoas sobre a Lei Maria da Penha.

Na próxima edição, juízes vão explicar questões sobre execução penal e saída temporária.

FALA AI, JUIZ – O projeto foi idealizado pela juíza Kariny Reis Bogea Santos, titular do Juizado Especial de Santa Inês, atualmente na função de auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça.

Segundo ela, o objetivo é levar à população em geral esclarecimentos sobre posicionamentos judiciais que geralmente não são bem compreendidos, mostrando quais fundamentos legais levam os juízes a tomarem determinadas decisões, considerando ainda que muitas decisões judiciais e os próprios juízes são alvos de críticas causadas pela incompreensão. “Longe de tratar de casos concretos, pretende-se falar sobre os diversos tipos de provimentos judiciais, de vários ramos do Direito, de forma genérica e em linguagem simples”.

Juízes de todo o Estado serão convidados, levando em conta suas afinidades com a matéria a ser discutida.

Fonte: e-mail da AssCom da CGJ do TJMA

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Uma resposta para “Juízes esclarecem dúvidas da comunidade no quadro “Fala Aí, Juiz””

  1. Marines Fernandes disse:

    Parabéns à juíza Kariny Reis pela iniciativa. Sou do Rio de Janeiro e um serviço desse tipo aqui, seria de imensa utilidade.Julgo por mim, que necessito urgentemente da opinião de um juíz em relação a um problema causado por falsos advogados e que está tirando minhas noites de sono. Aliás, prof. Heraldo Moreira, quem sabe, através do seu blog, algum juíz possa me dar uma luz. Um conselho de como devo agir. Acaso alguém se interesse em me aconselhar, receberei tais conselhos agradecidamente, mesmo estando em outro Estado da Federação. Mais uma vez, obrigada e parabéns pela iniciativa.

    Resposta:
    Cara Marines Fernandes, grato por sua participação. Você já tentou a falar com a OAB do RJ sobre o assunto?
    HM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens