Fechar
Buscar no Site

Prefeitura realizou cerca de 12 mil atendimentos na rede municipal de saúde durante o Carnaval

Com unidades de plantão 24 horas, ações de prevenção às ISTs/AIDS no circuito da folia e reforço na frota do Samu, gestão municipal garantiu assistência aos foliões no período carnavalesco

Foliã é atendida por equipe de saúde da Prefeitura de São Luís durante o Carnaval 2019 A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), divulgou o balanço final das ações de atendimento nas áreas de urgência e emergência e na prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) durante o Carnaval 2019. De acordo com dados da Semus, foram realizados cerca de 12 mil atendimentos na rede que esteve de plantão 24 horas.

Outra ação importante foi a prevenção das ISTs/AIDS, no circuito da folia – Passarela do Samba, Beira-Mar, Centro Histórico, Madre Deus e Ceprama. De acordo a Semus, foram distribuídos 57.600 preservativos e 64 mil unidades de gel lubrificante. Cerca de 800 pessoas foram orientadas a procurar as unidades de saúde para tomar a vacina da Hepatite B como medida de prevenção de infecções por sexo desprotegido.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, ressalta o comprometimento da gestão do prefeito Edivaldo para garantir assistência aos foliões. “Toda a estrutura da rede de urgência e emergência foi reforçada com insumos e profissionais, visando garantir a assistência, e os resultados mostram que tanto as ocorrências de menor gravidade quanto os casos graves foram prontamente atendidos”, explicou o secretário.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que funcionou com reforço na frota habitual, recebeu quase 2.250 chamadas entre os dias 2 e 5 de março (de sábado a terça-feira de Carnaval). De acordo com dados do órgão, foram, em média, mais de 90 trotes por dia de Carnaval.

Durante a festa, a população contou com as unidades mistas do São Bernardo, Coroadinho, Itaqui-Bacanga e Bequimão; os socorrinhos do Cohatrac e São Francisco; a Unidade de Pronto Atendimento municipal na zona rural, no Distrito Industrial; o Pronto-Socorro do Anil; os Socorrões I e II; e o Hospital da Criança.

Além desta estrutura, uma unidade móvel de atendimento foi montada ao lado da Passarela do Samba para o atendimento ao público. Na estrutura, foi dado suporte em especial para pacientes que, devido ao exagero na bebida alcoólica, apresentaram sintomas de desidratação.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mais / Postagens