Inaugurada pela Prefeitura de São Luís, Casa do Bairro completa um ano de atividades

 

Reformada pela Prefeitura de São Luís, Casa do Bairro completa um ano de atividades

A Casa do Bairro, equipamento da Prefeitura de São Luís, completa neste domingo (22) um ano de funcionamento. O espaço, criado com o propósito de revitalizar uma das áreas mais degradadas do Centro Histórico, é uma ferramenta para promover atividades em benefício da comunidade do Desterro e adjacência, promovendo a inclusão social e a redução do índice de criminalidade. Atualmente, 120 crianças, adolescentes e idosos são atendidos no local com oficinas de capoeira, música, dança, rodas de leitura e outras atividades socioeducativas.

“A Casa do Bairro é um equipamento social que está cumprindo o papel para o qual foi planejado, ocupando com qualidade uma região do Centro Histórico antes dominada pela insegurança. Estamos promovendo o desenvolvimento das pessoas e colaborando para mudar a realidade do Centro Histórico. Este, que antes era um espaço dominado pelo tráfico e consumo de drogas, ganhou um novo sentido e hoje proporciona à população atividades educativas, culturais e de capacitação”, relembrou o prefeito Edivaldo.

A secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andreia Lauande, também destacou a revitalização do espaço. “A casa passou a ser um espaço da comunidade, que desenvolveu também um sentimento de pertencimento em relação a este local. Através da música e da arte, os meninos da área têm um espaço onde ocupam seu tempo com qualidade”, observou ela.

O trabalho realizado na Casa do Bairro pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) tem refletido positivamente na vida de pessoas em situação de vulnerabilidade. Durante o primeiro ano de atividades da Casa do Bairro, o público atendido teve os vínculos familiares e comunitários fortalecidos, o que melhorou a sociabilidade e o protagonismo de crianças, adolescentes e idosos do SCFV.

A aposentada Raimunda Medeiros disse que o espaço deu mais vida ao local. “A Casa tem garantindo oportunidade para muitos moradores de ocupar os horários vagos participando de oficinas e cursos. Eu mesma já participei de vários, como o de biscuit, de confecção de guirlanda e enfeites natalinos e de customização de sandálias” contou a aposentada.

Para o também aposentado, Edson Carvalho, de 84 anos, que mora na Rua da Palma, próximo à Casa do Bairro, a maior importância do equipamento social da Prefeitura é a de resgatar o espaço que estava abandonado. “Fico sentado aqui na porta só vendo o movimento da Casa e fico alegre de olhar tantas crianças, jovens e idosos como eu participando das atividades. Uma iniciativa muito boa essa”, disse, satisfeito.

Além da qualificação e do lazer, as atividades realizadas buscam fortalecer sentimento de pertencimento e identidade, valorizando e respeitando as configurações sociais, locais, assim como os costumes, história e cultura.

AÇÃO INTEGRADA

 

O trabalho é realizado numa ação integrada que envolve diversos órgãos, entre estes a Subprefeitura do Centro Histórico, as secretarias de Segurança com Cidadania (Semusc) e Saúde (Semus). O projeto conta ainda com a participação da União de Moradores, que funciona como uma ponte entre a Prefeitura e a comunidade local.

Parcerias firmadas com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Ifma), Convento das Mercês, Laboratório de Design Social e com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) possibilitaram ao público atendido pela Casa oportunidade de participar de oficinas, palestras e reforço escolar em disciplinas como matemática.

A secretária Andréia Lauande contou que dos vários serviços ofertados pela Semcas, o de mais adesão é o serviço da Casa do Bairro. “Ela hoje consegue ter essa ligação com a comunidade por atender crianças, jovens e adultos. A chegada desse equipamento social no bairro transformou a vida da comunidade”, completou Lauande.

O presidente da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), Aquiles Andrade, disse que o lugar melhorou com a implantação da Casa do Bairro. “A partir de depoimentos da comunidade e do levantamento dos resultados do que foi realizado ao longo desse primeiro ano, observou-se que houve uma diminuição da situação da vulnerabilidade dos moradores, que se sentem mais atendidos pelas políticas públicas do município dentro da área do Centro Histórico”, frisou Andrade.

APOIO

O projeto de criação da Casa do Bairro, localizada na Rua da Palma, na Praia Grande, foi elaborado com o apoio do Ministério das Cidades e executado por meio de um convênio firmado entre a Prefeitura de São Luís e o Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan), mediado pela Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph).

Governo e Prefeitura implantam nova sinalização em trechos revitalizados da Avenida dos Franceses

 

Governo e Prefeitura implantam nova sinalização em trechos revitalizados da Avenida dos Franceses
Por meio da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, a Avenida dos Franceses está recebendo nova sinalização horizontal e vertical. O serviço compreende o trecho entre o bairro Vila Palmeira, passando pelo viaduto do Outeiro da Cruz, cruzamento com Avenida dos Africanos, Rodoviária e seguindo até o retorno do bairro São Cristóvão.

A ação, uma das muitas parcerias implementadas entre as gestões estadual e municipal, consiste em sinalizar toda a área, que passou recentemente por serviços de requalificação asfáltica e modificação geométrica. Seguindo a macropolítica do prefeito Edivaldo para a área dos transportes, que prevê o reordenamento do trânsito em diversos pontos da capital, a obra executada no local melhorou a distribuição do tráfego ao longo da via, reorganizando o fluxo de veículos no local e tornando mais tranquila a travessia de pedestres.

No trecho, estão sendo colocadas faixas de pedestres, faixa contínua, sinalização horizontal e semafórica. Também foi instalado um semáforo com botoeira de acionamento manual no cruzamento da Avenida dos Franceses com a Avenida dos Africanos. A medida visa tornar mais segura a travessia dos pedestres que transitam na área.

Na avaliação do secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto, a parceria Governo e Prefeitura têm rendido frutos que resultam em obras e programas em benefício da população. “Estamos sempre trabalhando em parceria, uma gestão reforçando o trabalho da outra com fins a atender às comunidades. É uma tônica do governador Flávio Dino e mais uma vez se repete na melhoria desta via de fluxo intenso e de grande importância comercial para a cidade”, destacou.

“Com as modificações geométricas realizadas, já conseguimos proporcionar à população uma melhoria significativa de tráfego em toda a extensão do trecho que compreende o cruzamento da Avenida dos Africanos com a Avenida dos Franceses até a rotatória do aeroporto. A melhoria da mobilidade urbana na capital é uma orientação constante do prefeito Edivaldo”, afirmou o titular da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Canindé Barros.

As obras de modificações do trânsito na Avenida do Franceses compreenderam ainda intervenções no cruzamento da Franceses com a Avenida Guajajaras e no retorno do Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado. No trecho foi alterado o traçado geométrico, com criação de novas faixas, alargamento das vias e retirada de rotatórias, o que proporcionou mais organização e fluidez ao trânsito na área.

SEGURANÇA

“O trânsito nesse trecho ficou bem mais organizado agora, com as novas faixas que foram criadas e com a alteração dos pontos de sinalização. Ficou bom para todo mundo, tanto para motoristas como pedestres”, disse a dona de casa Maria da Conceição Pereira, 47 anos.

“Agora está mais seguro atravessar a avenida. As faixas de pedestres foram colocadas no local certo e o acionamento manual dos semáforos nos dá mais segurança ao atravessar a via. Dessa forma, fica mais fácil e tranquila a nossa travessia pela avenida, onde o fluxo de carros é sempre muito intenso “, disse Glauciane da Silva Gomes, 22 anos.

“Aqui, nós tínhamos muitas dificuldades para atravessar a avenida, por conta do trânsito intenso e a largura da via. Ficávamos muito tempo tentando atravessar. Mas as novas faixas e os semáforos nos garantiram, de fato, mais segurança e ganho de tempo na travessia”, disse o universitário Gustavo Martins de Freitas, 24 anos.

Relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki morre aos 68 anos após queda de avião em Paraty, diz filho

Ministro do Supremo Tribunal Federal viajava de São Paulo para o litoral sul do Rio de Janeiro; magistrado tinha três filhos e estava na Suprema Corte desde 2012.

Relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki morre aos 68 anos após queda de avião em Paraty, diz filho

Relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Teori Zavascki morreu na tarde desta quinta-feira (19), aos 68 anos, após a queda de um avião em Paraty, no litoral sul do Rio de Janeiro. A morte de Teori foi confirmada pelo filho do magistrado Francisco Zavascki em uma rede social.

Às 18 h05, o filho do ministro, Francisco Prehn Zavascki, escreveu no Facebook: “Caros amigos, acabamos de receber a confirmação de que o pai faleceu! Muito obrigado a todos pela força!”. Às 17 h22, ele já havia publicado: “Amigos, infelizmente, o pais estava no avião que caiu! Por favor, rezem por um milagre”.

No meio da tarde desta quinta, chegou ao STF a informação de que o nome do ministro estava na lista de passageiros da aeronave que caiu no litoral fluminente. A lista foi entregue para a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, e também para o presidente da República, Michel Temer.

A Infraero informou que a aeronave prefixo PR-SOM, modelo Hawker Beechcraft King Air C90, decolou às 13h01 do Campo de Marte, na capital paulista. O avião é de pequeno porte e tem capacidade para oito pessoas.

A Anac informou que a documentação da aeronave estava em dia, com o certificado válido até abril de 2022 e inspeção da manutenção (anual) válida até abril de 2017.

O dono e operador da aeronave é o Hotel Emiliano, segundo informações de abril de 2016 disponíveis no Registro Aeronáutico Brasileiro, documento divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que reúne uma relação de todas as aeronaves brasileiras certificadas pela Anac.

Viúvo desde 2013, Teori deixa três filhos. Ele se tornou ministro do STF em 2012 por indicação da então presidente da República, Dilma Rousseff.

O magistrado teve o nome aprovado no Senado com 54 votos favoráveis e quatro contrários. Ele substituiu o ministro Cezar Peluso, que havia se aposentado no mesmo ano.

Na carreira jurídica anterior ao STF, Teori se especializou em direito tributário. No Superior Tribunal de Justiça, onde ingressou em 2003 por indicação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele atuou na Primeira Turma e na Primeira Seção, especializadas em matérias de direito público.

Entre as pautas julgadas pelo colegiado estão ações judiciais ligadas a servidores públicos, improbidade administrativa e tributos.

Natural de Faxinal dos Guedes (SC), Teori também foi ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), presidiu o Tribunal Regional Federal da 4ª região (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná) entre 2001 a 2003 e atuou como juiz do Tribunal Regional Eleitoral na década de 1990.

Ele ingressou na carreira jurídica em 1971, em Porto Alegre, como advogado concursado do Banco Central, onde atuou por sete anos. No anos 80, o magistrado se transferiu para a superintendência jurídica do Banco Meridional do Brasil.

A queda do avião

Segundo o aeroporto de Paraty, o avião saiu de São Paulo (SP) e caiu a 2 quilômetros de distância da cabeceira da pista. De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), quatro pessoas estavam a bordo.

Por volta de 14h50, a Polícia Militar disponibilizou uma lancha para auxiliar as buscas. A Capitania dos Portos e o Corpo de Bombeiros também trabalhavam no resgate.

Na tarde desta quinta, a Infraero informou ao G1 que a aeronave prefixo PR-SOM, modelo Hawker Beechcraft King Air C90, decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo (SP), com destino a Paraty. A aeronave é de pequeno porte e tem capacidade para oito pessoas.

O dono e operador da aeronave é o hotel Emiliano, segundo informações de abril de 2016 disponíveis no Registro Aeronáutico Brasileiro, documento divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil que reúne uma relação de todas as aeronaves brasileiras certificadas pela Anac.

Rumores sobre a morte de Teori começaram a chegar ao STF no meio da tarde desta quinta. Assim que foi informada sobre o acidente, a presidente da Corte, que havia acabado de desembarcar em Belho Horizonte, retornou à capital federal.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes – que está de férias em Lisboa –, deve retornar ao Brasil nesta sexta (20).

Mapa do local do acidente com avião em Paraty (Foto: Arte / G1)

Mapa do local do acidente com avião em Paraty (Foto: Arte / G1)

Atuação no STF

Além dos processos regulares na Corte, o ministro acumulava em seu gabinete mais de 50 inquéritos e ações penais da Lava Jato. No momento, o caso mais importante, que ainda aguardava sua homologação, era a delação premiada de 77 executivos da Odebrecht.

O ato, que oficialmente reconhece a validade jurídica dos acordos, estava previsto para o início de fevereiro. Só a partir dele, a Procuradoria Geral da República (PGR) poderia iniciar novas investigações com base nos depoimentos.

Na análise do caso, Teori era considerado pelos pares e advogados um relator técnico e discreto. Nunca concedeu entrevista sobre o assunto e só se manifestava nos autos.

Numa das decisões mais marcantes, no final de 2015, convocou uma sessão extraordinária na Segunda Turma – responsável pela Lava Jato – para confirmar uma ordem de prisão do então senador Delcídio do Amaral e do dono do banco BTG, André Esteves. Na época, veio à tona gravação com indícios de que ambos pretendiam comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

“O presente caso apresenta linha de muito maior gravidade. O parlamentar não está praticando crimes qualquer, está atentando contra a própria jurisdição do Supremo Tribunal Federal”, disse Zavascki.

Outra decisão marcante foi o voto permitindo a prisão de condenados após a segunda instância. Como relator, Teori obteve a adesão de outros 6 ministros da Corte (Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes); 4 votaram de forma contrária (Rosa Weber, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski).

O julgamento levou à reação da própria classe política: no fim de maio, veio à tona uma gravação na qual o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), atacou a mudança de jurisprudência em uma conversa com o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado.

No diálogo, o senador do PMDB – investigado pela Lava Jato – afirma que o Congresso Nacional precisa aprovar uma nova lei para restabelecer as prisões somente após o trânsito em julgado.

A fala do presidente do Senado foi interpretada por procuradores da República como indício de uma tentativa de atrapalhar as investigações do caso e chegou a embasar o pedido de prisão apresentado ao Supremo contra Renan por Janot. Relator da Lava Jato no STF, o ministro Teori Zavascki rejeitou o pedido de prisão.

A irritação de Renan Calheiros foi motivada, em parte, pelo fato de que a decisão do Supremo de rever a regra de execução das prisões serviu como estímulo às delações premiadas, na medida em que, temendo a prisão mais rápida, muitos investigados acabaram fechando acordos de colaboração com a Justiça em troca do abrandamento da pena.

Veja a trajetória de Teori

  • Nasceu em 15 de agosto de 1948 em Faxinal dos Guedes (SC)
  • Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Era mestre e doutor em Direito Processual Civil pela mesma universidade
  • Ingressou na advocacia em 1971
  • Foi professor de Direito da UFRGS, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UniSinos) e da Universidade de Brasília (UnB), além de advogado do Banco Central do Brasil
  • Foi nomeado juiz federal em 1979 e exerceu cargos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região entre 1989 e 2003. Ele chegou a presidir o tribunal
  • Teori também foi ministro do Superior Tribunal de Justiça de 2003 a 2012, onde chegou a ser presidente da 1ª Turma – no biênio de 2004 a 2006 – e presidente da 1ª Seção, de 2009 a 2011
  • Em 2012, durante o governo Dilma, foi nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal. Na Suprema Corte, presidiu a Segunda Turma de 2014 a 2015. Atualmente, era o relator dos processos da Operação Lava Jato
  • Teori tem seis publicações em direito de sua autoria, além de outros 28 em co-autoria
  • Recebeu diversas condecorações, títulos e medalhas, como Ordens do Mérito Judiciário do Trabalho e Militar, além de outras regionais
  • Foi membro do Instituto Ibero-Americano der Direito Processual e Instituto Brasileiro de Direito Processual.

Por Renan Ramalho, G1, Brasília

Prefeitura de São Luís premia vencedores do Selo Amigo da EJA

Prefeitura de São Luís premia vencedores do Selo Amigos da EJAA estudante Rosemare Costa, da Unidade de Educação Básica (U.E.B) Jóão Lima Sobrinho (Parque Timbiras) foi a vencedora do concurso “Selo Amigo da EJA”, realizado pela Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A premiação, realizada na noite da última quarta-feira (18) consagrou a estudante como vencedora da votação, realizada pela internet, que contabilizou mais de 200 mil acessos e votações durante o período de realização do concurso. Rosemare recebeu 116.282 votos.

A segunda colocada, com 79.602 votos, foi Claudiana Barroso, da U.E.B. Alberto Pinheiro (Centro). Em terceiro, com 12.132 votos, ficou Douglas Rodrigues, da U.E.B. Lindalva Teotônio Nunes (Vila Isabel). Para a secretária adjunta de Ensino, Maria de Jesus Gaspar Leite, o selo Amigo da EJA tem um papel importante, que é o de fortalecer vínculos.

“O processo de criação da identidade visual para a modalidade, a partir do momento que movimenta os estudantes e une todos num só objetivo, dá à ação uma sensação de pertencimento, além de a palavra amigo ser muito forte e mostrar a importância das parcerias”, enfatizou.

A superintendente da área de Educação de Jovens e Adultos, Áurea Borges, destacou a quantidade de acessos. “Foram 208.016 acessos contabilizados na votação do selo, um marco importante que fortalece a modalidade EJA”, comemorou. Lívia Zandonadi, representante da Fundação Vale, parceira da premiação, também reforçou o nome do concurso. “O nome Amigo da EJA já se traduz em preocupação e zelo. É como o nosso trabalho em conjunto em prol da Educação”, frisou.

PREMIAÇÃO

Das 59 Unidades de Educação Básica, 42 participaram do concurso. Foram classificadas 26 escolas, sendo que cinco chegaram às semifinais e três foram finalistas. Estudantes e professores orientadores foram contemplados com produtos eletrônicos. O primeiro colocado recebeu um notebook, o segundo lugar smartphone e o terceiro, um tablet.

O SELO

O concurso foi promovido pela Prefeitura em parceria com a Fundação Vale, o Grupo Hidrau Torque (GHT), a Hewlett Packard Enterprise (HPE) e a Associação AlfaSol.

A criação de uma marca para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) do município de São Luís foi pensada com o objetivo de incentivar os estudantes a criarem uma imagem que os represente.

O concurso Selo Amigo da EJA foi lançado no dia 23 de novembro do ano passado e será conferido a empresas, organizações sociais locais, órgãos governamentais, indivíduos, e a todos que vieram a ter ações de apoio e fortalecimento a essa modalidade de ensino.

Prefeitura realiza fiscalização para impedir comércio de Noz da Índia

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), está realizando ações de vigilância em farmácias e lojas de produtos naturais para verificar a comercialização do produto noz da Índia. O trabalho é para coibir a venda de produtos que possam trazer riscos à saúde da população, tendo em vista recentes relatos de pessoas acometidas de doenças em decorrência do consumo da semente, além da notificação de um óbito sob suspeita de utilização da noz. A Superintendência de Vigilância Sanitária do Maranhão (Suvisa) suspendeu, na última quarta-feira (18), a comercialização do produto.

A operação da Vigilância Sanitária já visitou 50 estabelecimentos e autuou os quatro locais onde a noz da Índia foi encontrada. O produto foi apreendido pelos fiscais. A noz da Índia apresenta elevado risco de intoxicação, pois a ingestão de apenas uma semente da planta pode resultar em quadro grave ou severo, com náuseas, vômitos, cólicas abdominais intensas, diarreia e sede intensas, secura nas mucosas, letargia e desorientação. Pode ainda ocorrer desidratação acentuada, dilatação das pupilas, aceleração dos batimentos cardíacos (taquicardia), alteração na frequência respiração (dispneia) e aumento da temperatura corporal (hipertemia).

A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, explica que os usuários desse produto estão correndo riscos e devem suspender o uso imediatamente. “A noz da Índia não tem registro no Ministério da Saúde e sua eficácia não tem comprovação, podendo até ser tóxica ao organismo. Fazer uso dela é colocar a saúde em risco”, declarou.

FISCALIZAÇÃO

De acordo com a coordenadora do órgão, Zilmar Rodrigues, foram encontradas poucas unidades da noz da Índia nos estabelecimentos já fiscalizados. Muitos locais já haviam recolhido o produto das prateleiras. “Fizemos algumas apreensões e lavramos autos de infração. Também orientamos quanto às sanções legais para quem comercializa, que podem ser perda de alvará de funcionamento, multa e prisão, dependo da gravidade da infração”, explicou.

O estabelecimento que for autuado pela Vigilância tem 15 dias para apresentar defesa, de acordo com a Lei Federal 6437/1977 – que versa sobre infrações sanitárias.

OUTROS PRODUTOS

Durante as vistorias, a Coordenação de Vigilância Sanitária identificou e apreendeu outros produtos que estão sendo vendidos de forma irregular, com prescrição indevida, como Cerveja Preta, Cura Tudo e Extrato de Raiz Gotas do Zeca que são prescritos como medicinais, sem comprovação de eficácia nem registro no Ministério da Saúde.

Prefeitura realiza culminância de projetos para estudantes com Altas Habilidades

Prefeitura realiza culminância de projetos para estudantes com Altas Habilidades
Na tarde da última quarta-feira (18), o Núcleo de Enriquecimento para Estudantes com Características de Altas Habilidades ou Superdotação (Neecahs) encerrou as atividades do ano letivo com uma festa intitulada “Celebrando Talentos”. A programação do encerramento contou com uma série de atividades, além de entregas de medalhas e certificados para incentivar os estudantes e uma homenagem a Albert Einstein, por meio de uma encenação teatral.

Para o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, o momento é de celebrar. “Esse é um momento de celebrar um ano de trabalho de toda equipe que se dedicou para ajudar a desenvolver potencialidades dos estudantes em todas as dimensões, seguindo orientação do prefeito Edivaldo. Nós da administração municipal, entendemos que a educação é responsabilidade de todos nós e que ela é primordial para aprimorar pessoas e melhorar a sociedade”, pontuou.

Com atidiades iniciadas em setembro de 2015, o Neehcahs presta assistência especializada aos estudantes com características de Altas Habilidades/ Superdotação, indentificados entre os estudantes da rede municipal de ensino. No espaço, são desenvolvidos projetos nas áreas de Xadrez, Cubo Mágico e também o projeto “Transformando A em Tagarelar”, por meio do qual os estudantes lançaram livros na Feira do Livro de São Luís. Para o ano letivo de 2017, também estão previstas oficinas de Desenho, Moda e Robótica. “Ampliar nossas ofertas é também uma prova do nosso compromisso em enriquecer os talentos dessas crianças”, assegurou Sandreliza Pereira, coordenadora do curso.

Laryssa Rayanne Matos, 10 anos, aluna da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Justo Jansen, está animada com as novidades. “Eu já gosto de fazer xadrez e agora estou aguardando ansiosa começar a robótica”, disse a menina.

Para Josilene Rocha, mãe de Murilo e Sofia, ambos participantes das atividades do Neecahs, o núcleofoi um espaço para os filhos desenvolverem seus talentos. “Sofia escreveu um livro, Murilo é craque em matemática. Este espaço mudou a vida deles”, assegurou.

NÚCLEO

 

Cerca de 40 crianças com idade entre 6 e 12 anos estão participando atualmente das atividades do Núcleo de Enriquecimento para Estudantes com Características de Altas Habilidades ou Superdotação, coordenado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O espaço, localizado na Rua de Santana (Centro) conta com sala de artes e jogos, auditório para teatro e exibição de filmes, e salas para o mapeamento dos interesses dos estudantes identificados com altas habilidades ou superdotação.

O Neehcahs tem por objetivo desenvolver metodologias e estratégias pedagógicas com vistas à identificação de interesses e confirmação das potencialidades dos estudantes com características de Altas Habilidades/ Superdotação. Além do trabalho pedagógico, os estudantes atendidos pelo Núcleo contam com o apoio da equipe multidisciplinar da Superintendência da Área de Educação Especial da Semed (Saee), composta por pedagogos, psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais.

Participam estudantes das Unidades das U.E.Bs Carlos Madeira (Anjo da Guarda), Alberto Pinheiro (Centro) e Rubem Teixeira Goulart; Bandeira Tribuzzi (Centro), Justo Jansen (Centro), Alberico Silva (Alemanha) e Newton Neves (Vila Palmeira), bem como do Anexo I da U.E.B. Rubem Goulart e dos anexos São Raimundo e Valdenir da U.E.B. Carlos Madeira.

Prefeito Edivaldo e Domingos Dutra, de Paço do Lumiar, discutem sobre políticas públicas integradas

 

Prefeito Edivaldo e Domingos Dutra, de Paço do Lumiar, discutem sobre políticas públicas integradas O prefeito Edivaldo recebeu, na tarde desta terça-feira (17), o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, em seu gabinete no Palácio La Ravardière. Na visita de cortesia, os gestores municipais trataram sobre políticas públicas integradas, visando fortalecer a implantação da região metropolitana. As parcerias com Paço do Lumiar devem acontecer em áreas prioritárias como transporte, limpeza e infraestrutura, o que beneficiará os moradores não só dos dois municípios mas de toda Grande Ilha.

“As política públicas integradas são fundamentais para o desenvolvimento de todos os municípios da região metropolitana. Hoje estamos recebendo o prefeito Domingos Dutra, em uma visita de cortesia, mas como não poderia deixar de ser, conversamos sobre ações conjuntas que beneficiarão a população em áreas prioritárias”, enfatizou o prefeito Edivaldo, que estava acompanhado do vice-prefeito, Júlio Pinheiro e do secretário de Articulação Política, Jota Pinto.

Ao falar sobre a metropolização, os prefeitos destacaram que hoje se vive um momento propício para que ela aconteça, uma vez que se tem um governador parceiro, municipalista e empenhado em implantar a região metropolitana. Além disto, os quatros prefeitos – das cidades de Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar e São Luís – são amigos, têm visão de futuro e compromisso com a população.

Um dos pontos mais discutidos na reunião, que durou cerca de duas horas, foi a questão da limpeza pública, área em que a Prefeitura de São Luís tem avançado. “Em Paço do Lumiar temos uma área de descarte irregular que precisamos desativar. Queremos fazer a coleta seletiva e dar um destino adequado ao resíduo domiciliar. São Luís já tem a experiência de ter desativado o aterro da Ribeira e criado os Ecopontos”, disse Domingo Dutra.

Foi tratado ainda sobre parcerias na área da infraestrutura urbana, com a cooperação para realização de asfaltamento nas regiões limites entre os municipios em um momento em município de Paço do Lumiar está com suas vias em estado crítico, segundo informou o prefeito do município. Os consórcios entre as prefeituras otimizam recursos e reduzem custos, o que possibilita aos prefeitos atender melhor as demandas da população.

 

Prefeitura de São Luís disponibiliza vacinação contra febre amarela durante todo o ano

Prefeitura de São Luís disponibiliza vacinação contra febre amarela durante todo o ano A Prefeitura de São Luís disponibiliza, durante todo o ano, doses da vacina contra a febre amarela nas unidades de saúde do município. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), por conta dos casos suspeitos da doença registrados em algumas cidades de Minas Gerais, houve um aumento na procura pela imunização nos últimos dias. Desta forma, a Semus orienta a população sobre a necessidade da vacinação, mas esclarece que não há necessidade de correria aos postos de saúde.

A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, tranquiliza a população. “A vacinação é de rotina, feita o ano inteiro e as doses estão disponíveis em 64 postos no município. Quem estiver com o esquema vacinal incompleto, deve ser vacinado porque a única forma de evitar a febre amarela é a vacinação”, explica a secretária.

A imunização contra a doença é feita com a administração de duas doses da vacina, sendo que a primeira delas pode ser aplicada em bebês a partir de nove meses de idade, neste caso, a segunda dose deve ser administrada antes dos quatro anos. Pessoas que receberam apenas uma dose da vacina antes de completar cinco anos de idade devem receber uma dose de reforço, respeitando o intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.

Para quem tem a partir de cinco anos de idade e nunca foi vacinado ou não possui comprovação de vacinação, a recomendação é administrar a primeira dose da vacina e fazer o reforço após 10 anos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não recomenda a vacina para pessoas com doenças como lúpus, câncer e HIV, devido à baixa imunidade; grávidas, alérgicos a gelatina e ovo também não devem ser vacinados. Para idosos a partir de 60 anos, o médico deverá avaliar o benefício e os riscos da vacina.

Quem tiver qualquer dúvida sobre a necessidade de tomar a vacina pode solicitar mais informações junto à Divisão de Imunização da Semus, por meio do telefone (98) 99135-9332.

SAIBA MAIS

A FEBRE AMARELA – É uma doença infecciosa causada pelo vírus amarílico, que ataca o fígado e outros órgãos, podendo levar à morte. Os sintomas são parecidos com os da dengue, com febre alta e dores pelo corpo. Uma pessoa não transmite a febre amarela diretamente para outra. A transmissão só ocorre quando um mosquito pica uma pessoa infectada e pica um indivíduo que nunca teve a doença e ainda não tenha sido vacinado. Os mosquitos transmissores são Aedes aegypti (febre amarela urbana) e Haemagogus e Sabethes (febre amarela silvestre).

Prefeitura de São Luís prossegue com calendário de matrículas para Educação Infantil

 

Prefeitura de São Luís prossegue com calendário de matrículas para Educação Infantil A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), dá prosseguimento – de forma tranquila e dentro do prazo – ao calendário de pré-matrícula e matrícula para alunos da Educação Infantil da rede municipal, com faixa etária de 3 a 5 anos de idade. As inscrições para a solicitação de vagas deverão ser feitas pelos próprios pais ou responsáveis legais da criança na instituição onde está sendo pleiteada a vaga.

A pré-matrícula, destinada a alunos que pretendem ingressar nas Unidades de Educação Básica de Educação Infantil começou no dia 16 e prossegue até o dia 20 de janeiro (sexta-feira). As matrículas, para alunos novatos, seguem de 23 a 27 de janeiro e as rematrículas, voltadas a alunos veteranos, encerraram no dia 13 de janeiro.

Os critérios para matrícula e rematrícula foram elaborados em atendimento às estratégias da meta 1 do Plano Nacional de Educação (PNE) e em conformidade com as orientações do Tribunal de Contas da União (TCU), seguindo a determinação de que a Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, é um direito humano e social e, portanto um direito de toda criança.

 

“Ao assegurar o acesso à escolaridade, a Prefeitura de São Luís fomenta a igualdade de oportunidades educacionais e promove, assim, o exercício da cidadania. O cronograma para realização de pré-matrículas possibilitará atendimento em sua plenitude para os pais ou responsáveis das crianças, dentro do que estabelece a macropolítica educacional da gestão do prefeito Edivaldo, que prevê a garantia do acesso à escolaridade”, afirmou o titular da Semed, Moacir Feitosa.

Conforme explicou o diretor da creche Maria de Jesus Carvalho, na Camboa, Aquiles Berredo, as inscrições estão ocorrendo normalmente, com os pais dos alunos recebendo todas as orientações e sem transtornos.

“A procura aqui na nossa unidade é grande, mas tudo está dentro da normalidade, com os pais fazendo suas pré-matrículas. Tudo com muita calma, como deve ser”, afirmou o diretor Aquiles Berredo.

ATENDIMENTO

Os pais ou responsáveis que comparecem às unidades educacionais no intuito de realizarem as pré-matrículas ou obter mais informações sobre o processo têm demonstrado satisfação com o atendimento e com a forma como são acolhidos pelos funcionários. “Sabemos que esse período de volta às aulas é de adaptação para os pais e para as crianças. Mas aqui na creche o atendimento tem sido muito bom”, disse Vera Lúcia Silva, mãe da aluna Verônica Emanuelle, que está no Maternal II.

A Semed orienta que, para a pré-matrícula dos estudantes, os pais ou responsáveis apresentem, na própria escola, os seguintes documentos: certidão de nascimento ou carteira de identidade da criança, comprovante de residência, carteira de identidade (RG) e carteira de trabalho do pai/mãe e/ou responsável. Todas as inscrições no cadastro de solicitação de vagas, sem exceções, passarão a formar a lista de pré-inscritos, conforme faixa etária informada.

“Temos muito orgulho que nossa filha estude em escolas públicas. E quanto a esta fase de matrículas, não tenho do que reclamar. Já fizemos a pré-matrícula e fomoe bem orientados em todo o processo”, disse o técnico em informática e eletrônica Earley da Silva.

Prefeitura de São Luís supera meta do Ministério da Saúde na vacinação de cães e gatos

 

Prefeitura de São Luís supera meta do Ministério da Saúde na vacinação de cães e gatos A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), divulgou nesta segunda-feira (16), os dados da campanha de vacinação antirrábica na capital maranhense. De acordo com o levantamento, foram vacinados 106.909 cães e 52.073 gatos, totalizando 158.982 animais, o que representa 99,3% dos 160 mil animais previstos para serem imunizados. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde era de 80%.

A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, avalia positivamente os resultados da campanha, que se integra às ações desenvolvidas pela administração do prefeito Edivaldo na área de saúde animal. “O objetivo foi atingido porque houve grande empenho da Prefeitura de São Luís na realização da campanha. Nossas equipes trabalharam de forma intensa na vacinação por esta ser uma forma eficaz de controle da doença”, destacou.

Desde 2013, São Luís não registra casos de raiva. O indicador positivo é fruto das ações de imunização e monitoramento desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís. Ao superar a meta estabelecida pelo governo federal, São Luís avança no sentido de manter o índice favorável. A única forma de controle possível para a raiva é a vacinação de cães e gatos, potenciais transmissores da doença.

A secretaria pontuou ainda a grande aceitação dos proprietários e guardadores de animais à campanha. “Os propriétarios receberam nossas equipes e assim pudemos cobrir praticamente todos os domicílios da cidade. Foi uma ação significativa para manter a barreira imunológica contra a transmissão do vírus da raiva, que desde 2013 não é registrado em São Luís”, afirma Helena Duailibe.

A campanha teve início em novembro do ano passado e foi desenvolvida pela Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), que percorreu os sete distritos sanitários de São Luís, encerrando na área Itaqui-Bacanga na última sexta-feira (13). A ação aconteceu às sextas-feiras e sábados, e contou com a participação de 230 agentes vacinadores.

Mesmo com o encerramento da campanha, a vacina permanecerá à disposição de quem não recebeu a visita dos vacinadores. Neste caso, a recomendação é levar o animal para vacinação na sede da UVZ, situada à Estrada de Ribamar, nº 4000, Maiobinha. A vacina protege o animal por cerca de um ano.

Além da vacinação contra a raiva, a Unidade de Vigilância em Zoonoses realiza visitas técnicas no caso de agressões por cão e gato a pessoas e faz o acompanhamento do animal por 10 dias.

Página 1 de 40212345...102030...Última »